sábado, 23 de julho de 2011

O "novo" dial de Campinas

Campinas, mais de 1 milhão de habitantes, sede da região metropolitana, desperta grande interesse em todo tipo de negócio, inclusive no meio radiofônico, principalmente de alguns anos para cá.

Se analisarmos as concessões próprias da cidade, que são 7, mais 3 que migraram legalmente, baseadas em portaria vigente até 1998, temos 10 emissoras, porém na prática, temos atualmente 22 emissoras que focam comercialmente ou até operam de alguma forma na cidade, um número elevado, principalmente comparado com a capital São Paulo, que se somada as concessões próprias da cidade, que são 17, mais as emissoras que migraram legal ou ilegalmente, somando ainda as que a focam comercialmente, que totalizam 21 emissoras, chegamos a um numero total de 38 emissoras de rádio.

Emissoras de rádio de cidades vizinhas, outras nem tão vizinhas estão migrando para Campinas, ora com departamento comercial, ora com estúdio auxiliar e em alguns casos, de mala e cuia, ou seja, com toda a estrutura, estúdio, sistema de transmissão, sem, a princípio, terem autorização por parte do Ministério das Comunicações.

Como já mencionado acima, existia uma portaria vigente até 1998 que autorizava emissoras a “andarem” alguns quilômetros, podendo criar um estúdio auxiliar na maior cidade da região, desde que a tal emissora se enquadrasse na categoria de potência necessária, deixando o sistema de transmissão na cidade de origem, ou até mesmo transferindo- a desde que a cidade original da concessão continuasse recebendo seu sinal de forma local.

A tal portaria beneficiou 3 emissoras da região, Laser (93,3) - 975 FM (97,5) e Antena 1 (107,5) que migraram de Valinhos, Itu e Indaiatuba, respectivamente, sendo que a 97,5 teve de deixar sua torre em Itupeva, na metade do caminho entre Itu e Campinas. Já Laser e Antena 1 trouxeram para Campinas suas torres também, por serem cidades coladas.


Abaixo, segue lista das emissoras próprias de Campinas.
(91,7) - Educadora
(92,5) - Cidade
(99,1) - CBN
(100,3) - Morena
(101,9) - Educativa
(103,7) - Nova Brasil
(106,7) - BandNews

As três emissoras migrantes:
(93,3) - Laser
(97,5) - (975)
(107,5) - Antena 1

As 12 restantes, que, operam ou focam comercialmente a cidade de Campinas
89,3 - Nativa – (Amparo)
89,9 - Jovem Pan 2 – (Águas de Lindóia)
90,7 - Conquista – (Águas de Lindóia)
94,1 - Oi – (Vinhedo)
95,5 - 95 – (Amparo)
96,5 - Tupi – (Santo Antonio de Posse)
98,3 - Top – (Hortolândia)
99,7 - Band – (Amparo)
101,1 - Mix – (Valinhos)
105,5 - Metropolitana – (Sumaré)
106,1 - Digital – (Serra Negra)
107,9 - Kiss – (Cosmópolis)

A número será ainda maior, pois a Clip de Indaiatuba tem o processo burocrático junto ao governo para a mudança legal da estrutura da rádio para Campinas, além das novas concessões que ainda não operam, como por exemplo, 96,7 e 106,3 Mhz, ambas de Sumaré e a 106,5 de Pedreira.

FONTE: RADIO CAMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário