quinta-feira, 8 de março de 2012

Portal Imprensa entrega Troféu Mulher Imprensa em São Paulo

O Portal Imprensa promoveu nesta quarta-feira a entrega da oitava edição do Troféu Mulher Imprensa. A cerimônia de premiação ocorreu no Club A, na capital paulista. O prêmio reconheceu o trabalho de jornalistas em 14 categorias e homenageou Mônica Waldvogel por sua contribuição ao jornalismo. Além dos profissionais da área, o evento também foi acompanhado por profissionais do mundo corporativo, social e político.

Além da primeira-dama de São Paulo, Li Alckmin, marcaram presença na cerimônia Nemércio Nogueira, diretor do Instituto Vladimir Herzog; Amaury Jr., Décio Paes Manso e Thales Toffoli, sócios fundadores da Maxpress; Bruno Caetano do Sebrae-SP; Rubens Amaral Jr, sócio-diretor do Club A; Renato Sardenberg, editor do "Entre Aspas", da Globo News; Selma Rita Severo Lins, coordenadora do "Jornal Nacional" em São Paulo; Caetano Bedaque, diretor de comunicação da RedeTV; Pedro Renato Eckersdorff, presidente executivo da Anatec, entre outros.

Nesta edição o prêmio alcançou marca histórica de 198 mil votos, batendo recorde de votação, mostrando sua relevância na área. “Qualquer prêmio que seja promovido por veículos respeitados, como a Revista Imprensa, tem que ser aplaudido”, disse Amaury Jr. durante o evento.

Para Décio Paes Manso, da Maxpress, apoiadora do evento desde sua primeira edição, a relevância do Troféu está em seu gesto. “O prêmio não vem de uma necessidade de afirmação da mulher porque elas já ocuparam seu espaço. É uma homenagem e uma gentileza a elas”, definiu. Nemércio Nogueira também destacou a importância de tal reconhecimento. "Nunca é demais premiar jornalistas que tem ofício ingrato e sacrificante", disse.

As finalistas Ana Luiza Daltro, repórter de Veja, Malu Weber do Grupo Votorantim, Sophia Camargo do R7 e Vany Laubé do blog Mosaico Social também compareceram à festa e foram constantemente lembradas pelas premiadas. “Ser indicada já é o prêmio por causa do alto nível do júri”, disse Mara Luquet homenageando as colegas que competiram com ela e valorizando a primeira fase do prêmio em que um júri de excelência, composto por profissionais de relevância do mercado brasileiro, indicam as profissionais que competiram em votação popular.

A cerimônia de entrega dos prêmio foi comandado pela jornalista Anelise de Oliveira. O evento teve início com o discurso de Sinval de Itacarambi Leão, diretor responsável e criador de Imprensa, que destacou a relevância e os avanços da mulher na sociedade e no mercado de trabalho. “É o ano de valorização profissional do trabalho feminino”, disse.

Miriam Leitão, única vencedora em duas categorias nesta edição, tornou-se a maior ganhadora do Troféu e destacou a necessidade de continuar batalhando pelos direitos da mulher. “Dedico esse prêmio às minhas netas que viverão em um mundo igual entre homens e mulheres porque eu lutei”, disse emocionada.

Todas as premiadas fizeram questão de destacar a importância e o gosto pelo jornalismo. “Tenho muito orgulho em ser jornalista”, disse Vera Araújo, vencedora na categoria repórter de jornal. Monalisa Perrone, tri-campeã como repórter de telejornal, falou sobre a relevância do trabalho em equipe no jornalismo e, Maria Inês Dolci, melhor jornalista de mídias sociais, destacou o público. “Fiquei surpresa ao ver a importância do consumidor para vencer este prêmio”, disse.

Idealizado pelo Portal e Revista IMPRENSA, em parceria com Maxpress, Boxnet e apoio do Club A, a oitava edição do “Troféu Mulher IMPRENSA” tem o objetivo de homenagear as mulheres que mais se destacaram em suas áreas de atuação em 2011.


FONTE: TUDO RADIO E PORTAL IMPRENSA

Nenhum comentário:

Postar um comentário