quarta-feira, 26 de setembro de 2012

ARARAQUARA: Barbieri usa direito de resposta no programa de rádio de Márcia

A Coligação União, do prefeito Marcelo Barbieri (PMDB), ganhou na Justiça Eleitoral o direito de resposta nos dois programas de rádio da candidata a prefeita Márcia Lia (PT) que serão exibidos hoje, das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30. Segundo o assessor jurídico do PMDB, Ricardo dos Santos, os petistas teriam divulgado no horário eleitoral gratuito que Barbieri e Márcia estariam empatados na pesquisa Ibope/EPTV. Um dos locutores teria usado a seguinte frase: "É isso mesmo. Márcia Lia já empatou com Barbieri", conforme diz o documento entregue à Justiça Eleitoral. Mas na pesquisa divulgada pela Tribuna Impressa, no dia 20 de setembro, Barbieri tem 45% e Márcia, 33%. Entre os dois candidatos há uma diferença de 12 pontos porcentuais, conforme dados do Ibope. Na sentença, o juiz eleitoral Marco Aurélio Bortolin afirma que a propaganda é inverídica e completamente deturpada. Na decisão, ele cita trechos da reportagem da Tribuna que publicou fielmente a pesquisa. Caso desrespeite o direito de resposta do PMDB, o PT fica sujeito a multa de até R$ 15 mil, que dobra em caso de reincidência. A decisão cabe recurso no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Presidente do PT diz que houve erro de gravação O presidente do diretório municipal do PT e coordenador de campanha de Márcia Lia (PT), André Agatte, diz que houve erro na gravação do programa eleitoral de rádio. O dirigente partidário argumenta que faltou a palavra "tecnicamente" para dizer que Márcia e Barbieri estão empatados. Há mais duas ações na Justiça As coligações de Márcia Lia (PT) e Marcelo Barbieri (PMDB) entraram, um contra o outro, com pedidos de direito de resposta nos programas eleitorais no rádio e na televisão. A assessoria jurídica do PT alega que o PMDB faz ataques ao ex-prefeito e deputado estadual Edinho Silva (PT) em seus programas eleitorais e deixa entender que houve apreensões dos panfletos das manchetes de jornais, quando na verdade foram retidos pela Justiça apenas os panfletos que acusam Barbieri de tentar privatizar o estádio de futebol Arena da Fonte. Do lado do PMDB, o pedido de resposta é motivado pela veiculação do caso da compra de lousas digitais pela Secretaria Municipal de Educação. A compra está sendo investigada pelo promotor de Justiça Raul de Mello Franco Júnior, mas o PMDB alega que os petistas divulgam os valores errados do equipamento. FONTE: ARARAQUARA.COM