domingo, 16 de setembro de 2012

Trabalhos para informatização dos processos para radiodifusão são iniciados pelo Minicom

O Ministério das Comunicações iniciou o processo de informatização do seu sistema de radiodifusão. Na terça-feira, o secretário-executivo Cezar Alvarez e o secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica, Genildo Lins, tiveram a primeira reunião com o grupo que vai montar o projeto de modernização do sistema. A meta é eliminar totalmente o uso do papel a partir de 2015, de modo que todos os novos processos que entrem no MiniCom tramitem por meio de uma plataforma virtual.

Segundo o secretário, um dos principais objetivos do trabalho iniciado nesta semana é a eliminação dos papéis “Queremos acabar com a burocracia e reduzir o tempo de resposta do poder público. Para isso vamos criar uma ferramenta que permita tanto uma análise rápida dos processos quanto uma comunicação mais eficiente com o radiodifusor”, explica Genildo Lins.

A estimativa, segundo o secretário, é que a ferramenta eletrônica esteja disponível ao público em 2014, ainda em caráter de testes e de forma simultânea à tramitação em papel. A partir de 2015, a tramitação passará a ser apenas por meio eletrônico.


O projeto será desenvolvido em parceria entre o Ministério das Comunicações, a Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade da Presidência da República (CGDC) e o Movimento Brasil Competitivo (MBC), uma organização não-governamental que capta recursos do setor privado para modernizar a gestão pública.

A primeira etapa, iniciada a partir de agora, será o mapeamento dos processos que existem atualmente, incluindo o fluxo percorrido por eles. A partir daí, será possível criar um sistema eletrônico que atenda às necessidades do ministério.

Com informações do Ministério das Comunicações


Nenhum comentário:

Postar um comentário