sábado, 23 de fevereiro de 2013

MiniCom vai apurar denúncias como rádio comunitária no interior de São Paulo

O Ministério das Comunicações deve investigar uma emissora comunitária localizada em Nova Independência, no interior de São Paulo. As diversas denúncias que chegaram até o ministério fizeram com o que o ministro, Paulo Bernardo, através de seu diretor do Departamento de Acompanhamento e Avaliação, órgão ligado a Secretaria de Serviços de Comunicação Eletrônica, Octavio Penna Pieranti, instaurasse o processo. De acordo com informações do site AndraNews, as denúncias foram feitas por moradores da cidade e apontam diversas irregularidades que a emissora supostamente estaria cometendo, entre elas a veiculação de comercial, o que é proibido por lei. O diretor de jornalismo da emissora, segundo informações do site, também é denunciado por levar a prefeita do município em seu programa. Outras irregularidades também que foram apontadas é que a emissora estaria fraudando as leis trabalhistas. Baseado nessas informações todos os órgãos jurisdicionados ao caso já foram acionados, como o Ministério das Telecomunicações, Abert, Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Federal (já que a concessão é de ordem federal), entre outros. FONTE: TUDO RÁDIO

Um comentário:

  1. De uma passadinha nas redondeza de Araraquara.
    Existem uma que pega propaganda de feirão de automóvel de outras cidades, rodeio de outras cidade e lucra encima rodando como se fosse propaganda do estilo que vemos em carro de som pelas ruas.
    Tem forte ligamento com a prefeitura e com políticos.
    fazem da radio uma comercial, fazem disso o seus sustento.
    Cobram alto valores pelo apoio cultural, eles estipulam preços exorbitantes, assinam contrato e soltam recibo.
    Se o comerciante não paga em dia, eles ficam cobrando, pedindo coisas ou serviços em troca. Isso é um absurdo.

    ResponderExcluir