sábado, 22 de março de 2014

Quem é a Tia do Café?

Sônia Regina é auxiliar de serviços gerais da Jovem Pan e virou a estrela da rádio; ela é reconhecida na rua e dá autógrafos


Deivide Leme/Tribuna Impressa
"Meus problemas ficam da porta para fora. No programa, a gente quer passar coisa boa para os ouvintes, então é só alto-astral". Sônia Regina da Silva (Tia do Café)
Você conhece a auxiliar de serviços gerais Sônia Regina da Silva, de 53 anos? E a Tia do Café, que participa do programa “Manhã Jovem Pan”, da Rádio Jovem Pan, em Araraquara? Em um ano e meio, ela passou de uma pessoa desconhecida para apresentadora. Hoje, é reconhecida na rua, tira foto com os fãs e já perdeu as contas de quantos autógrafos já deu.

Entre os ouvintes do programa, a pergunta é sempre a mesma: a Tia do Café é um personagem ou ela realmente faz o café na rádio? Sônia faz o café na Pan todos os dias — que é muito gostoso, aliás — e também é a estrela da manhã. Tudo começou há dez anos, quando ela estava desempregada e fazendo “bicos” de limpeza no Hospital São Paulo.

“O pessoal do PAT [Posto de Atendimento ao Trabalhador] me ligou falando sobre a vaga na rádio. Vim fazer a entrevista e encontrei mais três mulheres. Fiquei muito nervosa, achei que não iam me escolher”, relata. Mas a escolheram. 

Na mesma semana, Sônia começou trabalhar na Pan. Ela entra às 6h e sai às 15h30. Além de limpar toda a empresa, também é responsável pelo café, por isso ficou tão conhecida como Tia do Café no trabalho.

Mesmo trabalhando na rádio e fazendo amizade com todos os apresentadores, ela nunca imaginou que um dia também pudesse estar atrás do microfone. Há um ano e meio, porém, o locutor, apresentador e animador Augusto César, o Cesinha, 22, começou há trabalhar de manhã. Ele, que está há seis anos na Pan, fazia o programa noturno antes.
Manhã animada
A proposta do “Manhã Jovem Pan” é trazer aos ouvintes uma programação animada e alto astral. Durante o programa, era comum a Tia ficar conversando com o Cesinha no estúdio, mas só fora do ar. “Um dia, pedi para ela falar a previsão do tempo ao vivo. Joguei o papel na mão dela e ela acabou lendo e errando tudo. Ficou engraçado”, recorda. 

Sônia lembra que no dia ficou muito nervosa. “Nossa, eu fiquei tremendo, com vergonha, foi difícil.” Aos poucos, ela foi tendo pequenas participações todos os dias, até ter seu próprio quadro, com direito a vinheta especial. O “Aprendendo inglês com a Tia do Café” também começou com uma brincadeira. 

Cesinha viu um anúncio de uma escola de inglês na Tribuna Impressa. “Eles escreveram tudo errado, era uma brincadeira mostrando que quem não estudava na escola não sabia escrever em inglês direito. Pedimos para ela ler fora do ar e foi divertido. Acabamos fazendo a mesma coisa ao vivo”, diz. O gerente comercial Tiago Balla ouviu, gostou, e sugeriu que fizessem todos os dias.
Cada dia é uma surpresa
Hoje, além de ser contratada como auxiliar de serviços gerais, Sônia também assinou um contrato
Deivide Leme/Tribuna Impressa
Mesmo sendo a estrela do programa ‘Manhã Jovem Pan’, Sônia ainda faz café todos os dias, fazendo jus ao apelido
de exclusividade com a Jovem Pan. Por também trabalhar como apresentadora, ela recebeu um “up” no salário. Sua participação foi aumentando cada vez mais. “A gente sempre inventa alguma coisa diferente, às vezes até grava antes, deixa ela atender o telefone, queremos sempre inovar para não ficar cansativo”, diz Cesinha.
Tia do Café fica famosa, tira foto e dá autógrafos

Sônia continua andando de ônibus, limpando a rádio e fazendo o café. O que mudou é que agora ela é conhecida na rua. “Eu nunca chego em algum lugar e digo que sou a Tia do Café. Se perguntam minha profissão, falo que sou auxiliar de serviços gerais. Mas tem gente que me reconhece pela voz, principalmente no ônibus, no mercado e até na fila do banco”, conta.

Ela até já se acostumou a tirar fotos e dar autógrafos. “Acho superlegal quando alguém me reconhece. Uma vez uma mulher me emocionou na fila do mercado. Ela disse que tinha depressão e que se curou porque ficava me ouvindo na rádio e isso levantou o astral dela. Isso é demais”. 

O que não mudou nesse tempo todo foi a relação da Sônia com Cesinha. O dia inteiro, tanto ao vivo e fora do ar, eles ficam brincando e “dando febre” um no outro. Cesinha esconde a vassoura na rádio, irrita Sônia e ela faz o mesmo com ele. “O programa dá certo porque não é um personagem, ela é assim mesmo e a gente brinca sempre. Então é natural”, diz ele.

FONTE: ARARAQUARA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário