domingo, 6 de abril de 2014

Locutor de rádio sofre tentativa de homicídio durante apresentação de programa no interior gaúcho

Locutor de rádio sofre tentativa de homicídio durante apresentação de programa no interior gaúcho Arquivo Pessoal/Divulgação
Wathir é comunicador da rádio há mais de 20 anosFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação
Acena tinha tudo para pertencer a um filme de violência escrachada, mas foi ocorrer no estúdio da rádio 104.1 FM, da pequena cidade de Giruá, no noroeste do Estado, na tarde da última sexta-feira.
Enquanto ancorava, ao vivo, o programa "Rola Bandas", o locutor Jair Wathir foi ameaçado de morte por um ouvinte identificado como Rogério Brondani, mais conhecido como Xico, que teve seu pedido de música recusado dez minutos antes de entrar com uma faca no estúdio.
De acordo com a ocorrência registrada pela Brigada Militar, o homem, armado com uma adaga, uma faca de duplo corte, considerada uma espécie de espada de menor comprimento, desembarcou de um táxi e partiu em disparada para dentro da emissora, que fica no bairro Mucha.
Indignado com a negativa do seu pedido pela música "Corpo Esgualepado", da banda gauchesca Xirú Missioneiro, o ouvinte invadiu o estúdio e avançou para cima do comunicador, que, distraído, dava continuidade ao programa vespertino.
 Ele estava visivelmente alterado, por um momento achei que ele fosse me matar lembra Wathir, por telefone, com a voz baixa e embargada.
Encostando a faca nas costas do radialista, Brondani também ameaçou outra funcionária da rádio, que acabou entrando no estúdio após ouvir algumas batidas estrondosas nos equipamentos do estúdio. 

Em vão, Wathir tentou explicar que a canção não se enquadrava no estilo de música do programa, que toca somente melodias de bandinhas alemãs. Mas o locutor não conseguiu acalmar o ouvinte.
Algumas pessoas que estavam sintonizadas na rádio, e que não compreenderam o que ocorria no ar, entraram em contato com a polícia, que estacionou a viatura tarde demais. Depois de ameaçá-los novamente, o ouvinte embarcou de volta no mesmo táxi, que estava esperando por ele a uma quadra, segundo relato de Wathir.
Conforme o locutor, que trabalha há 21 anos na rádio, Brondani é um ouvinte assíduo e é dono de um pequeno bar no município de cerca de 17 mil habitantes. Não raro ele é visto perambulando bêbado pelas ruas do município.
— Nunca vi nada parecido com isso. O Jair é um locutor muito famoso e querido por aqui, nunca sofreu nenhuma ameaça — explica Fernandes.
De acordo com Fernandes, a 104.1 FM, uma das três emissoras da cidade, é a mais ouvida, com cerca de 80% da audiência.

A BM registrou a ocorrência e entregou o caso à Polícia Civil, que ainda não localizou Brondani.
FONTE: ZERO HORA