segunda-feira, 14 de julho de 2014

Morre Carlos Townsend, o pai da Rádio Cidade


carlos-townsend


Ele tinha descoberto um câncer há 6 meses e vinha tentando lutar contra a doença. Ele faleceu no final de semana em Fort Lauderdale na Flórida (USA). Townsend é considerado o “pai da antiga Rádio Cidade”. Ele deixa esposa e dois filhos adolescentes.

História de Carlos Townsend

Carlos Townsend teve seu primeiro contato com a música aos 4 anos de idade quando ganhou sua primeira “vitrola” que tocava apenas singles importados de 45 RPM. Aos 14 anos já montava fitas cassete caseiras e aos 16 tornou-se DJ profissional fazendo festas na zona sul do Rio de Janeiro. Seu primeiro emprego registrado foi aos 18 anos, na TV Globo, convidado por Antonio Faya para ser Assistente de Sonoplastia.

Pouco depois foi para os Estados Unidos fazer vários cursos de rádio e TV. Acabou formado em “Radio-TV Broadcast Technology” pela Miami-Dade College, na Flórida. Voltou ao Brasil com a intenção de continuar a trabalhar em televisão, mas o destino acabou levando-o para o rádio quando venceu uma concorrência interna no Sistema de Rádio Jornal do Brasil para o desenvolvimento de uma nova emissora, quando elaborou a proposta da “Rádio Cidade”. Seu projeto foi o vencedor. Com isso selecionou e treinou os primeiros apresentadores da rádio FM. Criou o conceito de rádio TOP 40 brasileira, pesquisou e elaborou a programação musical. Alem do Rio de Janeiro também implantou as Rádios Cidade de São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Goiânia. Todas as cinco emissoras chegaram ao 1º lugar do Ibope. Também atuou nas rádios Manchete e Transamérica.

Após 10 anos de atuação no meio rádio, Carlos decidiu buscar novos desafios. Foi convidado por Aloysio Reis para ingressar na indústria fonográfica como “Label Manager” do departamento internacional da CBS Discos (hoje Sony Music) onde ficou por 5 anos. Trabalhou com artistas como George Michael e Santana entre outros. Na sequencia foi convidado por Jorge Davidson para ser Gerente de Marketing e A&R Internacional na EMI Music.

Em 1992 montou sua própria empresa, a Work Station Produções. com o propósito inicial de trazer ao Brasil artistas internacionais. Chegou a realizar shows com Chris Montez e Papa Winnie. Entretanto, o Plano Collor acabou por então inviabilizar este ramo de negócio. Curiosamente, neste período, pediu Nelson Meirelles para montar uma banda para acompanhar Papa Winnie que, mais tarde, tornou-se “O Rappa”.

Em 1994, resgatando o desejo inicial de trabalhar com áudio & vídeo, mudou o ramo de atuação da Work Station Produções, que hoje é uma produtora que atende exclusivamente à indústria de entretenimento produzindo comerciais para Internet, TV e rádio, bem como planos e “cases” de Marketing em vídeo para produtoras, agências de publicidade, gravadoras e distribuidoras de cinema.

Em 2005 fundou a RadioMakers com o objetivo de desenvolver conteúdo de entretimento para mídias avançadas. Faz locução em inglês para a VoiceOver tendo feito centenas de narrações para os vídeos da TV Globo, COB e as empresas de Eike Batista!
*Com informações do Rádio em Revista

FONTE: BLOG RÁDIO DE VERDADE