sábado, 1 de abril de 2017

TAVINHO JUNIOR DEIXA A DIÁRIO FM




Em comunicado no Facebook, Tavinho se despediu dos seus ouvintes da Rádio Diário Fm de Ribeirão Preto em comunicado abaixo.

"Olá, pessoal, há quanto tempo? Tempo de umas férias? pois é, vamos considerar assim, porque se Deus quiser estarei logo de volta. Mas não mais para a Diário Fm e muito dificilmente, para o rádio novamente, quer dizer,não esse rádio musical, que está fadado ao fim, nem diria infelizmente, porque esse rádio sem novidade nenhuma que só toca música está acabando, já foi o tempo em que a rádio dizia o que seria novidade, as pessoas tinham, basicamente, o rádio para ouvir músicas e saber das novidades. Hoje em dia, seus robóticos e jabazeiros programadores estão quase inúteis ou substituídos por HD no aleatório, perdidos correndo atrás de descobrir o que está rolando, concorrendo com Spotify, Youtube, etc.

Agora com a vinda das outras faixas para o espectro do FM, claro, aumenta muito a concorrência e o que vai interessar para o ouvinte? Bom e variado conteúdo! Os resultados do IBOPE já vem mostrando isso, infelizmente,sou obrigado à concordar com o que disse meu ídolo do rádio,Julinho Mazzei quando a Jovem Pan começou a tocar sertanejo. "Agora só vale a audiência, o funil se fechou, acabou!" . O futuro para locução, felizmente é vasto, a cada dia. Novos horizontes e veículos,incluindo quase todos os apps, vão fazendo de cursos de locução como o do Senac os dos mais procurados, mas o rádio,do jeito que eu estava acostumado a trabalhar, testemunho que chegou mesmo ao fim. 

Eu que vivi os maravilhosos anos em que o rádio tinha prestígio, saudosos anos 80 e 90, estarrecido, assisto sua queda vertiginosa, ao ponto de não conseguir mais dar conta de manter uma equipe. Sou da época em que,depois de estender seus horários de transmissão para a madrugada, as rádios contratavam locutores para elas, trabalhei 6 anos nas madrugadas da Clube FM, e era sensacional! Agora sou dispensado na rádio que trabalhava e o vitrolão começa as dez da noite. Só fico triste porque é como tirar um brinquedo querido das mãos de uma criança, mas passa logo, ainda mais quando essa criança arruma um brinquedo bem mais interessante e promissor, agora é hora de me preparar para novos desafios, me aguardem, a gente ainda se vê, beijos fraternos!"