segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Horário político de São Paulo não é transmitido por algumas das FMs lideres de audiência

A disputa política para cargos na prefeitura da maior cidade brasileira não conta com a transmissão da propaganda política obrigatória em algumas das lideres de audiência no meio FM. Isso ocorre devido à obrigatoriedade das emissoras em transmitirem os programas políticos dos locais de origem de suas concessões, fato que atinge algumas das lideres de audiência em São Paulo (ranking baseado na pesquisa realizada pelo Instituto Ibope). Por exemplo: a rádio mais ouvida na capital paulista e na região metropolitana segundo os principais filtros da medição do Instituto Ibope é a Transcontinental FM 104.7, rádio sediada em outro município. A atual líder transmite a propaganda política de Mogi das Cruzes. Veja mais exemplos:


Com base no ranking 05h-00h (todos os dias e locais, junho a agosto de 2012 – Instituto Ibope) a propaganda política de São Paulo tem como a Band FM 96.1 como a estação melhor posicionada na medição, rádio que hoje ocupa a quarta colocação geral. Além da líder de Mogi das Cruzes, o mercado conta com uma vice-líder originada em Guarulhos (Tupi FM 104.1) e a terceira colocada vem de Diadema (Nativa FM 95.3). A “primeira” do ranking que transmite a propaganda da capital paulista é a Band FM e a segunda é a Gazeta FM 88.1 (atual quinta colocada geral no ranking de audiência). Já a sexta colocada no 05h-00h (todos os dias) é a 105 FM 105.1, rádio sediada em Jundiaí.

Esse quadro também é observado nas “cabeças” de cada segmento. A Mix FM 106.3, líder entre as rádios jovem/pop, transmite a propaganda política de Diadema e a vice-líder é de Osasco (a 89 FM 89.1). Esse quadro também é observado no segmento adulto-contemporâneo, cuja líder à exemplo da 89 FM também é de Osasco (a liderança adulta segundo o Instituto Ibope está nas mãos da Alpha FM 101.7). A Vida FM 96.5, também dona de uma liderança por segmento (à frente das demais rádios do gênero gospel), executa a propaganda de São José dos Campos, engrossando a lista de rádios que não repetem a propaganda política da capital paulista. Já no segmento jornalístico a primeira colocada é a CBN FM 90.5 essa, sim, originada na capital.


Mesmo originadas em outros locais, boa parte dessas estações possuem seus sistemas irradiantes operando de forma legal em São Paulo (capital), com base em documentações obtidas durante a década de 90. Outras (como é o caso da líder Transcontinental) seguem operando a partir de seus municípios sedes de concessão. As localidades originais de cada estação e também o ponto autorizado de transmissão estão disponíveis no sistema virtual da Anatel, o SISCOM (Sistema de Informação dos Serviços de Comunicação de Massa). Já a propaganda política obrigatória deve ser transmitida com base no local de origem da estação, fato que não diminui a força do programa político destinado a São Paulo (já que existe um elevado número de estações originadas da capital paulista com somas de audiências expressivas segundo o Instituto Ibope).


Essa situação também pode ser observada em várias localidades do país durante o período eleitoral. É importante destacar que as inserções políticas não estão restritas aos horários 07h00 e 12h00 (segunda à sábado), sendo possível ouvir “spots” de candidatos durante os intervalos comerciais de cada estação.

FONTE: TUDO RÁDIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário